Cantos religiosos

Estes cantos surgiram na gloriosa época do profeta Mohamed (que a paz e a benção  estejam com ele) durante a sua peregrinação de Meca para Medina. À sua chegada à cidade, fora recebido por jovens raparigas da tribo Beni Najjar, que manifestaram a sua alegria pela chegada do Profeta através de cantos de elogio ao santo homem. Um diálogo se instalou então entre o profeta Mohamed  e estas jovens raparigas, o qual deu origem aos primeiros cantos religiosos no Islão.

 



Após a morte do profeta Mohamed (que a paz e a benção  estejam com ele), a tradição do canto religioso foi mantida de geração em geração até os nossos dias. Foi também desenvolvida graças ao Sofismo e à expansão desta corrente de pensamento no mundo muçulmano.

Os sarauis, assim como todos os outros povos do Reino, praticam os cantos religiosos durante  cerimónias festivas, festas religiosas ou no regresso da Meca. Cantam, a uma ou a várias vozes, versos de glorificação a Deus e ao seu profeta Mohamed (que a paz e a benção  estejam com ele), mudando o ritmo e variando as sonoridades.


    
Copyright 2006-2014 © CORCAS